Gestão Financeira De Uma Empresa

Gestão Financeira De Uma Empresa: Os 8 Passos Fundamentais

Realizar a gestão financeira de uma empresa é algo fundamental para o seu crescimento, favorecendo assim, a escalabilidade do negócio independentemente de seu tamanho.

Mas, quais são os passos fundamentais para um bom gerenciamento? Essa é uma pergunta comum a gestores e empreendedores.

Tal ação, de administrar a saúde financeira de um negócio, é feita através de diversos processos e ações. 

Sempre focando no controle de seu capital e na melhor distribuição de seus recursos. Bem como, realizando acompanhamentos e análises periódicas de resultados e da real situação do negócio.

Pensando nisso, separamos neste artigo os passos fundamentais para a gestão financeira adequada dentro de uma empresa, saiba mais!

Gestão Financeira De Uma Empresa: O Que É?

 Podemos definir então, a gestão financeira dentro de uma empresa, como um conjunto de ações e processos administrativos. 

Sendo feitos assim, com um teor contábil e acompanhado de diversas análises. Pois, essas permitem o melhor controle das finanças do negócio. 

O que por sua vez, facilita o planejamento estratégico para o crescimento da empresa sempre com foco na melhor distribuição de recursos. 

Por exemplo, realizar uma gestão permite entender como se encontra verdadeiramente a saúde financeira do empreendimento. 

Com isso, é possível ter mais clareza sobre suas despesas, receitas, custos e investimentos. Quais destes são necessários? Quais podem ser cortados ou não?

Ou seja, a gestão financeira dentro de uma empresa, estimula o crescimento de forma consciente e coerente – não por tentativa e erro.

Tendo como base ainda, o fluxo de caixa e o capital de giro do negócio. Que tal aprenderemos como fazer isso?

Como fazer gestão financeira de uma empresa?

Dá para ver como a gestão financeira é importante, afinal de contas, ela facilita o controle administrativo de recursos monetários. 

Independentemente do setor de atuação, fazê-la é algo fundamental. Já que através dela, será possível fortalecer seu negócio e proporcionar seu crescimento com melhor otimização dos recursos.

Abaixo, listamos os 8 passos fundamentais para fazer o gerenciamento de maneira adequada, confira.

1. Faça um planejamento financeiro:

A parte inicial da gestão financeira de uma empresa começa no planejamento, pois, através dele serão determinadas:

⦁ Objetivos;

⦁ Metas.

Para muitas empresas pode ser a aquisição de mais capital ou até mesmo, a redução de custos.

No entanto, é importante que as metas estejam ajustadas a realidade do negócio. Estipular prazos ou resultados desejados muito além da capacidade dele, pode ser tornar um grande desmotivante!

2. Fique atento ao seu fluxo de caixa:

O fluxo de caixa, é um aspecto essencial na gestão já que é através dele que você consegue identificar: 

⦁ Contas a pagar e/ou receber; 

⦁ Pagamentos em atrasos – se houver; 

⦁ Despesas fixas; 

⦁ Receita e faturamento; 

⦁ Entre outros. 

Além disso, ele permite a previsão de resultados de curto a longo prazos, devido as informações fornecidas. 

Basicamente, esse fluxo melhora o controle das movimentações do seu negócio, mapeando entradas e saídas de capital.

3. Cuidado com as dívidas:

Seguindo os passos para uma boa gestão financeira de uma empresa, é sempre importante mapear o fluxo de caixa também, para evitar as dívidas.

Isso porque ao conhecer as despesas fixas do negócio, você saberá exatamente aquilo que ele necessita para sobreviver. Com isso em mente, seu capital de giro deverá ser ajustado periodicamente.

Já que essa é uma quantia investida para criar uma reserva de recursos, aqueles destinados a suprir as necessidades do negócio quando necessário.

4. Reduza custos improdutivos:

Durante o planejamento financeiro e o mapeamento do fluxo de caixa, sua empresa precisará detalhar todas as atividades existentes nela.

Com isso, informações sobre todos os processos que envolvem custos serão levantadas. Analise-as então, de modo a identificar quais delas são essenciais ou não.

Todas aquelas que geram despesas improdutivas deverão ser cortadas ou substituídas por ações produtivas que gerem um retorno real.

5. Organize todos os documentos:

Parte da gestão financeira do negócio se encontra não apenas nos processos ativos, mas também, naqueles considerados passivos.

Como, por exemplo, a organização adequada de documentações. Uma vez que, essas oferecem diversos dados e informações importantes do seu negócio.

Desse modo, é fundamental mantê-la e sempre que possível, contar com sistemas automatizados com armazenamento digital, facilitando:

⦁ Tanto a organização;

⦁ Quanto o acesso.

6. Defina as suas prioridades:

Lá no processo de planejamento, diversas metas foram criadas para que os objetivos da empresa pudessem ser alcançados, certo?

Tais metas devem variar, sempre com foco de curto, médio e longo prazo. Mas, no dia a dia é importante que sua equipe pense na priorização de tarefas essenciais.

Uma vez que, os recursos são limitados e por isso, é importante que eles sejam distribuídos de maneira adequada. 

Considerando assim, o tipo de investimento mais urgente ou necessário. Portanto, a priorização faz parte de um gestão eficiente e intuitiva.

7. Aprenda com os seus erros:

Mas, é importante que por mais que sua gestão financeira de uma empresa seja bem planejada, ao longo do percurso erros serão cometidos.

Afinal de contas, muitas vezes passamos por escolhas difíceis ou até mesmo, a falta de experiência no atrasa. Contudo, o que diferenciam empresas que alcançam o sucesso e aquelas que fracassam, é sua reação.

Portanto, é importante ter um acompanhamento periódico no qual, serão avaliados tais erros e com isso, novas estratégias serão traçadas.

Ou seja, aprender com os erros não significa apenas não cometê-los novamente. Mas, analisar o que levou a estes e como evitar o mesmo caminho!

8. Automatize os processos:

Para finalizar, um dos pontos mais importantes para melhorar sua gestão, é investir na automatização dos processos.

Nos dias atuais contar com um bom software de gestão financeira será fundamental. Isso porque eles otimizam os processos contábeis rotineiros.

Tirando assim, certas tarefas das mãos de seus colaboradores e colocando-as por conta de sistemas automatizados e inteligentes que:

⦁ Reduzem os erros humanos;

⦁ Trazem informações e dados assertivos;

⦁ Geram relatórios e previsões;

⦁ Mensuram resultados;

⦁ Elevam a produtividade humana.

Para escolher a melhor opção, você conta com o auxílio da AppVizer(veja), um aplicativo que irá filtrar as opções com base nas necessidades do seu negócio!

Conclusão

 Então, agora que você já sabe como fazer a gestão financeira de uma empresa, não perca tempo e coloque esses passos em prática.

Durante esse processo, aposte em sistemas automatizados para simplificar sua rotina. Com isso, melhor aproveitando os recursos de sua empresa e elevando a produtividade nela.

Se você gostou deste conteúdo, conte para nós nos comentários e compartilhe-o nas redes sociais para que mais pessoas se beneficiem!

Luciano Mestrich Mottahttps://lucianomestrichmotta.com/
Luciano Mestrich Motta Consultoria de Finanças e Controladoria ✓Executivo com mais de 25 anos de Carreira. Experiência extremamente diversificada e abrangente na gestão de empresas de diversos ramos de negócio: investimentos financeiros, properties, incorporação imobiliária, cimento, energia, concessões rodoviárias e construção pesada. Especialista em fusões e aquisições de empresas, tendo liderado algumas das maiores transações de venda de ativos da história do Brasil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Related Articles